Bom Natal e Próspero Ano Novo

|


Olá muito bom dia!

Obrigado mais uma vez por comparecerem ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão.

Chegamos ao final de mais um ano e alguns de nós já se preparam para tomar o caminho em direção á praia, outros o caminho em direção ao interior e alguns de nós ficarão em casa mesmo, como é o meu caso.

Eu costumo encarar os dias de descanso de fim de ano como um momento sagrado para recarregar as baterias. Pensar naquilo que passou e se preparar para os próximos dozes meses seguintes. Mas sem sofrimento antecipado!

Obrigado por sua companhia em 2008, obrigado pelos seus emails, perguntas, críticas, obrigado por suas visitas.

O Especialista deseja á você e sua família um Feliz Natal, um final de 2008 cheio de Paz e um Feliz Ano Novo cheio de sucessos.

Próxima postagem deverá ser publicada em 10.01.09.

Aproveitem as festas de fim de ano com aqueles lhe fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Aços para construção de Carrocerias - Parte 4

|


Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Antes de qualquer coisa gostaria de pedir desculpas por não ter postado na ultima semana, mas como eu já disse aqui antes, alguns fatos na vida de um homem casado ás vezes tomam certas proporções que são impossíveis controlar.

O vislumbre de daqui alguns meses ter um garotinho monopolizando a minha atenção e a da minha esposa é um deles.

Gostaria de agradecer aos leitores que nessas duas semanas visitaram o blog e contribuíram com as vítimas de Santa Catarina e de agradecer também aqueles que serviram de multiplicadores, divulgando os postos de coletas na cidade de São Paulo e do ABC Paulista.

Com certeza as pessoas que receberam a nossa ajuda estão muito gratas e você lá no seu íntimo também por ter ajudado.

E hoje vamos terminar a série de Postagens sobre Aços para construção de carroceria.

Falamos aqui sobre os Aços laminados á frio de alta resistência, aços “Bake Hardening” e os Aços de Baixo Carbono.

Ainda há muito para se falar... mas como todos sabem o aço não é o único material empregado na construção de carrocerias automotivas.

Hoje em dia alguns construtores já utilizam em grande escala o Alumínio, Magnésio, plástico e até mesmo fibra de carbono para a construção de carrocerias automotivas.

Essa “concorrência” de materiais, motivou a industria do aço á buscar novas ligas, novas tecnologias e hoje é quase impossível juntar tudo isto num mesmo carro.

Sugiro aos Carroceiros, caso queiram pesquisar um pouco mais sobre o assunto, que façam uma pesquisa no Google, uma boa referência é o site da USALB.

Nos encontramos no próximo final de semana.

Tenham todos uma ótima semana.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Solidariedade

|



Olá muito bom dia!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão.

Hoje vamos deixar um pouco o assunto Carroceria Automotiva de lado para falarmos sobre Solidariedade.

Uma tragédia de proporções lastimáveis aconteceu em Santa Catarina na semana que passou, deixando milhares de pessoas desabrigadas. Estas pessoas estão por hora alojadas em escolas, repartições publicas, na casa de parentes, amigos e estão necessitando de nossa ajuda.

Muitas pessoas só têm a roupa do corpo e lamentavelmente uma história triste para contar.

A grande maioria perdeu casa, documentos e pertences, ou seja, a sua história e a história de sua família e precisarão muito de nossa Solidariedade para um novo recomeço.

Se você puder, organize a sua família e os seus amigos e faça um mutirão aí na sua rua, vila ou bairro para recolher donativos ás vitimas de Santa Catarina.

São itens de primeira necessidade:
- Leite em pó
- Fraldas para criança e geriátrica
- Produtos de higiene e limpeza (escova de dente, papel higiênico, sabonete…)
- Roupas e sapatos (adulto e infantil)
- Brinquedos
- Travesseiros
- Cobertores / edredons
- Colchões
- Água Mineral

Para quem está em São Paulo:
A Cruz Vermelha Brasileira e a Comdec (Coordenadoria Municipal da Defesa Civil-SP) organizaram vários postos de arrecadação.
A arrecadação vai funcionar 24 horas na sede da Comdec, na rua Afonso Pena, 130, no bairro do Bom Retiro, e na sede da Cruz Vermelha Brasileira, na avenida Moreira Guimarães, 699, no bairro Saúde.
As defesas civis das subprefeituras receberão doações em horário comercial

No ABC Paulista, em S. Caetano foi montado um posto para recolher doações a desabrigados; na sede da Defesa Civil da cidade (avenida Presidente Kennedy, 2100, Bairro Olímpico).
Em São Bernardo, as doações podem ser entregues na sede da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania que fica na avenida Redenção, 271, no centro da cidade.
A prefeitura de Diadema também se mobilizou e as doações, podem ser feitas em qualquer órgão da prefeitura e no corpo de bombeiros do município
Em Santo André, as doações podem ser entregues na rua Dona Carlota, 86, na vila Bastos, próximo ao Fórum da cidade.
É isso aí, mãos á obra!

Aproveitem bem o seu fim de semana com sua família, fazendo o bem para aqueles que necessitam. O seu coração e o de sua Família agradecem!

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Aços para construção de Carrocerias - Parte 3

|


Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Hoje continuamos com a nossa série de aços para construção de carrocerias e falaremos sobre os Aços de Baixo Carbono.

Enquanto que na Europa os carros lá produzidos cada vez mais utilizam os aços “Bake Hardening” buscando níveis de segurança maiores para os ocupantes, nos paises do terceiro mundo os aços de baixo carbono são os mais utilizados pelas montadoras de automóveis haja visto o seu custo.

Os aços de baixo carbono são chamados assim porque normalmente apresentam 0,05% de carbono e possuem como característica mecânica, baixa resistência e dureza além de alta tenacidade e ductilidade isso faz com que este tipo de aço apresente maiores vantagens no que diz respeito á eficiência no processo de estampagem, rendimento, custo, e menor desgaste do ferramental.

Incontestavelmente o aço de baixo carbono é o material que apresenta a melhor relação entre a resistência e o custo; mas a utilização deste em grande escala na carroceria tem um preço, pois em função dos resultados de durabilidade, crash e torção que se queira alcançar será necessário a inclusão de mais reforços na carroceria.

Segundo alguns Sites, os aços de baixo carbono eram utilizados como material para construção de núcleos para transformadores, motores e geradores, mas atualmente este tipo de material é também utilizado tanto na industria automobilística como também na linha branca (geladeiras, fogões, microondas e etc.), perfis estruturais e placas utilizadas na fabricação de tubos, construção civil, pontes e latas de folhas-de-flandes.

É importante comentar novamente aqui que a escolha dos materiais á ser utilizado na produção de uma carroceria influi tanto no preço final do automóvel, como nos custos de produção e que essa escolha muitas vezes é embasada no tipo de veículo, nos parâmetros de crash, durabilidade, torção e flexão fixados pela montadora e na demanda do mercado.

Próxima semana vamos continuar á falar dos aços.

Aproveitem o fim de semana com aqueles lhe fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Acos para construção de Carrocerias - Parte 2

|


Olá muito bom dia!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Antes de retomarmos a nossa conversa sobre Aços, gostaria de mandar um abraço para João Vitor, estudante de Engenharia Mecânica do Centro Universitário da FEI (São Bernardo do Campo), para Thais do Rio de Janeiro, aluna do 4º período do curso técnico de automobilística do CEFET/RJ, para Rafael estudante do 6º período de Engenharia Mecânica no Instituto Superior Tupy, em Joinville que escreveram pedindo algumas informações sobre carrocerias automotivas e para todos aqueles que dedicaram alguns minutos do seu atribulado dia para escreverem algumas palavras de estímulo para O Especialista.

Muito obrigado á todos.

Hoje continuamos com a série que trata sobre Aços para construção de Carrocerias Automotivas.
Vamos falar de um tipo de aço que revolucionou a construção de carrocerias quando no seu lançamento: os aços endurecíveis por cura de pintura.

Conhecidos internacionalmente como aços “Bake Hardening”, esta classe de aços tem como principal característica o aumento da resistência após o tratamento de cura da pintura.

Esses aços apresentam uma conformabilidade muito boa e podem suportar estampagens de profundidade moderada até estampagens profundas.
No inicio a indústria automobilística utilizava esses aços em reforços, geralmente reforços de longarinas ou assoalhos, mas hoje algumas montadoras já utilizam na fabricação de outras peças maiores devido á grande oportunidade para redução de peso que ele oferece.

Para se ter uma idéia, um capô, que normalmente é construído com chapa de 0,7 milímetros agora pode ser construído com uma chapa de apenas 0,43 milímetros de espessura, quase 50% de redução de espessura!

Ele pode ser usado na fabricação de longarinas dianteiras e traseiras, painéis laterais, reforços de crash das colunas B e C, painéis laterais internos, painéis de portas e tampas, travessas de pára-choques aplicações e reforços de crash laterais para portas.
Atualmente todas as acearias do mundo tem em sua lista de produtos este tipo de aço, pois o mesmo está se tornando muito popular, podendo ser fornecidos como laminados a frio sem revestimento ou eletrogalvanizados ou ainda galvanizados à quente.
Na próxima semana voltamos á abordar o tema Aços para construção de Carrocerias Automotivas, mas se você quiser pesquisar mais sobre “Bake Hardening” surgiro fazer uma pesquisa no Google onde você vai achar matérias interessantes em inglês e alemão.

Aproveitem o feriado de 15 de novembro e o fim de semana com aqueles lhe fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Acos para constução de Carrocerias - Parte I

|


Olá muito bom dia!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Eu peço desculpas aos colegas por estar postando somente uma semana depois, mas há coisas na vida de um homem casado que merecem ser colocadas em primeiro plano.

Na ultima quinta-feira de Outubro, dia 30, a mulher mais importante de minha vida completou mais uma primavera. Eu não vou falar quantas primaveras foram, mas quero expressar aqui a minha gratidão por estar com ela mais uma Primavera.

Quero que ela saiba que todos os momentos ao lado dela são especiais e que eu a amo muito.

E hoje vamos começar uma série de Postagens sobre Aços para construção de carroceria.

Você consegue ver a olho nu a diferença entre as chapas utilizadas para estampar as peças do seu automóvel?

Obvio que não, mas se você fizer a comparação entre a chapa utilizada para estampar o pára-lama do seu carro com o pára-lama, por exemplo, de um Fusca você vai descobrir que a diferença de espessura é gritante. Como é possível?

Desde o primeiro carro produzido por Ford até os tempos de hoje pode-se dizer que a industria do aço veio evoluindo para atender as necessidades da industria automotiva.

Novas ligas foram inventadas, novos processos, tudo isso para que a industria pudesse oferecer um veículo seguro e ao mesmo tempo mais leve e econômico.

Hoje falaremos sobre AÇOS LAMINADOS À FRIO DE ALTA RESISTÊNCIA PARA APLICAÇÕES ESTRUTURAIS Esses aços são divididos em 3 grupos distintos de aplicação na indústria automotiva:

Os aços isotrópicos são apropriados para aplicações em painéis externos (laterais, painéis de portas, tampas) e peças sujeitas à ocorrência pequenas dobras, são microligados ao titânio e/ou boro e possuem propriedades mecânicas equivalentes ao longo de qualquer direção de solicitação mecânica, isto é, suas propriedades independem da direção em que o aço é solicitado em relação à direção de laminação; Os aços refosforados possuem alta capacidade de conformação e por isso são aplicados em peças de veículos de estampagem média á profunda (longarinas traseiras, túnel, colunas e etc.), suas propriedades mecânicas são obtidas pela adição de manganês e principalmente fósforo;
Os aços alta resistência e baixa liga apresentam alta resistência mecânica e um menor grau de conformabilidade ou seja, são difíceis de estampar, são aplicados em peças estruturais e de reforço em veículos automotores ( soleiras, longarinas dianteiras);

As principais vantagens da utilização destes aços são a possibilidade de redução de peso no veículo, melhoria da rigidez e resistência mecânica das peças, aumento de segurança do veículo, potencial de redução no número de peças de reforço por automóvel, redução do índice de sucata.

É importante comentar aqui que a escolha dos materiais á ser utilizado na produção de uma carroceria influi tanto no preço final do automóvel, como nos custos de produção

Próxima semana vamos continuar á falar dos aços.

Aproveitem o fim de semana com aqueles lhe fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Informação

|

Pessoal por motivos alheios á minha vontade, a postagem deste final de semana será suprimida, próxima sexta-feira estaremos com uma nova postagem sobre Carrocerias Automotivas.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Opinião do Especialista

|




Olá muito bom dia!
Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão.
Hoje eu peço licença aos colegas para fazer um comentário sobre um fato que já é uma realidade: a Crise Financeira Mundial. Ela realmente existe?
Eu não sou nenhum expert em finanças, e também não sou nenhum guru que vai deixar aqui uma fórmula mágica que vai proteger aqueles que acreditarem em mim.
Essa crise surgiu muito mais pela falta de escrúpulos de banqueiros, que criaram uma pseudo-realidade de fartura e emprestaram aquilo que não tinham.
Hoje infelizmente em qualquer lugar que se vá ouve-se um comentário infeliz sobre este assunto.
Não é culpa da população, mas certamente é ela quem sofre mais, principalmente porque ela estava contando com um pequeno empréstimo para reformar a sua casa, comprar um carro usado, um computador, uma TV e etc.
Como disse eu não expert em finanças e nem um guru com uma formula mágica, mas tenho dentro de mim a convicção de que se cada um de nós formos centrados e avançarmos com um passo depois de outro, vamos conseguir passar por essa fase.
Tem muita gente dando entrevistas, pintando um quadro desolador da situação, querendo que tudo mais chegue ao fim do buraco negro e frio. Querem que aconteça isso para que o coro de lamentações engrosse cada vez mais.
Eu costumo ouvir que o povo brasileiro é muito criativo e acredito que todos os povos tenham uma parcela de criatividade que lhe seja peculiar.
Desde que eu abri este Blog, tenho recebido e-mails de pessoas do mundo todo contando dos seus sonhos de reformar um carro, construir um protótipo, fazer o seu sonho tornar-se realidade.
Minha mensagem á essas pessoas é a seguinte:
Não desistam! Se for preciso, revejam suas prioridades, adiem algumas fases de seu projeto, substituam peças importadas por nacionais e mais baratas e até de segunda mão se for o caso, mas mantenham o seu objetivo em pé.
Lá na frente quando a situação melhorar e ela vai com certeza, você poderá revisar novamente o seu projeto e até mesmo dar um Upgrade nele.
E isto se aplica não só ao seu projeto automobilístico como também aos projetos de sua vida.
Deixo aqui o meu abraço á um colega que não me disse o seu nome, mas me enviou um e-mail bem simpático do Irã. Esse colega que já morou no Brasil, conta que teve a sua casa atingida no ultimo terremoto e que além da casa, teve também a sua ferramenta de trabalho avariada: um táxi.
Com paciência ele conta que tem comprado algumas peças recuperadas em desmanches com o objetivo de reformar e voltar á trabalhar com seu próprio táxi.
Faço votos de que um dia possamos postar aqui a foto do seu táxi reformado.
Na próxima semana voltamos com uma nova Postagem sobre Carrocerias Automotivas.

Aproveitem o fim de semana com que lhes faz bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Analise Modal

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.
Começo dividindo com vocês um dado muito interessante que chegou do Google Analytics:
O blog nas versões em Português, Inglês e Espanhol já é visitado por pessoas que se encontram em 40 países diferentes pelo mundo.
Isto é motivo de orgulho para O Especialista, sinal de que o objetivo de fazer um bom trabalho, procurando incentivar a curiosidade das pessoas sobre um assunto tão interessante e importante está aos poucos sendo alcançado.
Pelo menos aqui no Brasil, culturalmente falando, o brasileiro presa muito mais pelo Design do que pela Segurança que um veículo pode oferecer.
É desconfortante saber que um carro que oferece o mínimo de segurança aos seus ocupantes aqui no Brasil, custe quase o dobro de um carro 4 estrelas NCAP na Europa.
Um dia este panorama muda!
Hoje vamos falar sobre Analise Modal.
Você tem um carro e ele lhe oferece um nível de conforto incrível. As vedações de portas e tampas não permitem que o ruído externo invada o habitáculo e internamente não há ruído algum.
Como isto é possível? Os engenheiros são o máximo?
Na verdade não. Há uma série de ferramentas e testes que no decorrer do desenvolvimento do carro, vão orientando a equipe envolvida.
A análise modal é uma ferramenta desenvolvida para estudar o comportamento das estruturas sob excitação vibracional.
Vibrações mecânicas em estruturas afetam o passeio em veículos á motor tornando a experiência desagradável, influi no desempenho de máquinas-ferramenta, diminui a resistência à fadiga nos aviões e a vida útil de uma ponte - para citar apenas alguns exemplos.
Para reduzir as grandes vibrações indesejadas numa estrutura, você deve primeiro conhecer as oscilações ditas naturais.
A análise modal experimental tem por objetivo medir e analisar a resposta dinâmica das estruturas (ou dos líquidos) quando excitadas por uma entrada.
Os exemplos incluem a medição da vibração de uma carroceria quando é gerada por um acelerômetro eletromagnético, ou do teste padrão do ruído em um quarto quando excitados por um alto-falante.

A análise modal experimental é um processo computadorizado, utilizado para identificar as freqüências naturais, suas correspondentes atenuações e as formas de estruturas mecânicas mais apropriadas.
Isso é possível por que o sistema de análise modal é baseado em um software, que calcula e apresenta os resultados graficamente, mostrando em câmara lenta como o componente está vibrando.
A vantagem desse sistema computadorizado é justamente a visualização da vibração, que reduz o número de testes e as horas de análise, aumentando a precisão e a qualidade do desenvolvimento.



Com o sistema de análise modal é possível trabalhar o protótipo ainda no computador, antes de ele assumir a forma física, por meio de recursos de modelos matemáticos.
E se você tiver um pouco mais de curiosidade sobre o assunto, no Site Carbodydesig existem alguns trabalhos realizados sobre analise modal, segue o link abaixo: http://www.carbodydesign.com/pages.php?main=Automotive%20Engineering&cat=Body%20and%20Chassis&subcat1=FEM%20Analysis
Termino esta Postagem desejando á todos um ótimo resto de fim de semana.
Tenham todos uma ótima semana de trabalho e até a próxima!

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Solda Laser

|

Olá muito boa noite!

Sejam bem vindos mais uma vez ao Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Como alguns de vocês devem desconfiar, O Especialista já não é mais um menino, apesar de não aparentar a idade que tem (isso quem diz são as pessoas educadas), esse que vos escreve já tem muita história para contar.

Quando o primeiro filme da Série Star Wars passou no cinema (eu freqüentei cinemas), eu era apenas um estudante de colégio técnico e confesso que fiquei maravilhado com os Sabres de Luz e aqueles robôs que falavam e aprontavam mil e umas.

Assisti aos três filmes da série, cresci, me formei no colégio técnico e esqueci um pouco daquele mundo de fantasia quando ingressei na Faculdade. O mundo deu várias voltas em torno de si e do sol, atravessei umas vinte vezes o Atlântico, morei dois anos na Alemanha e eis que estou aqui, de volta com os Lasers e robôs.

Não estamos preparando uma emboscada contra Darth Vader e nem sendo ameaçados pela Estrela da Morte, mas estamos construindo veículos cada vez mais seguros e leves: Vamos falar sobre Solda Laser.

A solda laser é uma técnica relativamente nova que vem sendo utilizada cada vez mais pelas montadoras de automóveis.

As vantagens dessa técnica residem no aumento da resistência da ligação e novas possibilidades para o design.
A solda laser é um processo que produz a fusão dos materiais com o calor obtido da aplicação de um feixe luminoso concentrado que é aplicado em cima das superfícies á serem unidas.

Sua principal diferença em relação aos processos tradicionais da solda de arco elétrico (solda á ponto) está na modalidade de transferência de energia. Ao contrário da transferência de energia do arco elétrico, a absorção de energia do laser por um material é regida por vários fatores tais como o tipo do laser, da sua densidade, angulo de incidência e da condição de superfície de metal.
A saída do laser não é elétrica, não exige a continuidade elétrica, não é influenciada pelo magnetismo e não é limitada aos materiais eletricamente condutores.

Os dois tipos de lasers de uso geral são o laser de estado sólido e o laser de gás.


A solda laser permite a construção de peças de carroceria com abas de soldagem reduzidas, pois quando este é utilizado cria-se uma zona termicamente afetada de dimensões reduzidas, com superfície com pouca rugosidade além de um cordão de solda de melhor qualidade, o que beneficia a aparência do conjunto soldado.

Aplicada de modo pulsado ou contínuo é a técnica ideal para aplicações que exigem precisão e baixos danos à peça.

Basicamente na construção de carroceria, a solda laser é aplicada na junção do teto com as laterais, no fechamento da coluna “A”, abas do vão da porta, na junção das laterais junto ás soleiras, no fechamento do Porta-pacotes e etc..

O uso do Laser permite também a elaboração de um projeto mais robusto sem a preocupação de garantir acesso de ferramentas para aplicação de pontos de solda e etc..

Segue abaixo alguns links de vídeos que demonstram a aplicação de solda laser por robôs, na armação de carrocerias e também peças plasticas.

http://www.youtube.com/watch?v=dkjCsxWwpXg

http://www.youtube.com/watch?v=lP66CbwvxS4

http://br.youtube.com/watch?v=925M-a8e868

Caso você tenha curiosidade em aprender mais sobre solda laser, sugiro que você faça uma busca no Google, há várias matérias interessantes em várias línguas, basta ter tempo e paciência para pesquisar.

Aproveito a oportunidade para enviar um abraço aos novos leitores da Itália e Espanha que nesta semana se fizeram presentes no nosso blog.

Aproveitem bem o seu final de semana ao lado daqueles que lhe fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Corrosão

|

Olá muito boa noite ou bom dia! Já é madrugada!

Mais uma vez nos encontramos aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Antes minhas boas vindas aos colegas Ricardo e Eduardo que me escreveram esta semana, elogiando o meu trabalho aqui no Blog, como eu já havia dito a minha motivação são os leitores, tenham certeza que estou sempre procurando inovar para trazer sempre mais informações relevantes aos amantes dos carros.

Minhas boas vindas também aos leitores do Canadá, Estados Unidos,México, Guatemala, Chile, Venezuela,Espanha, Alemanha, China, Rússia, Japão, Continente Africano e Oceania que agora podem ter acesso aos Posts do O Especialista por meio das versões em Inglês e Espanhol do Blog.

Hoje falaremos sobre Corrosão.

A corrosão é o pior pesadelo de quem possui um automóvel, pois quando se descobre um ponto de corrosão na carroceria é um aviso de que nada está bem.

Se for um carro de vários anos de uso, significa que a sua vida útil pode estar chegando no fim e se é um carro relativamente novo, significa que algo não foi feito correto na fabrica.

A ISO 8044 define Corrosão da seguinte forma: “Corrosão é a reação de um material metálico com o seu meio ambiente, uma mudança mensurável nos materiais que pode causar uma deterioração da função de um componente metálico ou de um sistema inteiro. Na maioria dos casos, a natureza da reação é eletroquímica, mas em alguns casos eles podem ser químicos ou de natureza metal-físico”.
Para proteger o aço, utilizado na fabricação de carrocerias, dos agentes corrosivos, normalmente ele é recoberto por diferentes camadas protetoras. A primeira é constituída de zinco, aplicada a quente (galvanização) sobre as duas faces das chapas.
A segunda proteção é a cataforese ( mais comumente conhecido como KTL ,do alemão: kathodische Tauchlackierung )
No Banho de KTL, a carroceria inteira é mergulhada em um tanque de tinta e o material adere às chapas de aço graças à ação de um campo eletromagnético (eletrodeposição).
As emendas de chapas, nas regiões ligadas por solda e nas bordas resultantes do processo de corte das chapas - onde a eletrodeposição da tinta fica comprometida - recebem ainda uma espessa camada de mastic (uma espécie de massa na forma de espaguete, só que mais grosso) para impedir a penetração de líquidos.
A extensão total dos cordões deste material sobre um veículo pode chegar a uns 145 metros. Nas partes de difícil acesso – as famosas “caixas”, constituídos pelas longarinas e cavidades formadas na junção das chapas - e nos locais em que a retenção de líquidos é particularmente prejudicial, é injetada ainda uma cera protetora.
Na linha de montagem, a cera protetora é pulverizada nestas áreas através de orifícios criados para este fim e selados por obturadores após a obturação da cera.
Completando o processo, para evitar que a água se acumule no interior das caixas, alguns obturadores contam com pequenos orifícios de drenagem. Além disso, como última medida de proteção, as áreas expostas à ferrugem (como o interior dos pára-lamas e a parte inferior do veículo) recebem uma camada suplementar de mastic, bem como protetores plásticos, que são eventualmente aplicados.
Adicionalmente para a proteção da parte inferior da carroceria onde durante a vida útil do carro muitas pedras irão bater, dependendo de onde se anda, é aplicado ainda uma massa de PVC para proteção. Algumas montadoras tem substituído a massa de PVC, por peças plásticas que tem a mesma função e ainda ajuda na melhoria do coeficiente aerodinâmico do carro pois elas tampam as cavidades existentes embaixo do carro.
E com isso terminamos a postagem de hoje. Espero mais uma vez que tenham achado assunto interessante.

Aproveitem bem o seu final de semana com sua família e com quem lhe faz bem.

E não se esqueçam de votar amanhã!

Um abraço!

O Especialista

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Alumínio ou Aço?

|

Olá muito boa tarde!
Sei que é domingo e que estou atrasado para a nossa conversa semanal sobre carroceria automotiva, mas creio eu que tenho uma boa desculpa. Este final de semana eu e minha esposa nos dedicamos ao voluntariado, participando da preparação e realização de uma festa de Cosme e Damião dedicado ás crianças de famílias carentes.
Bom ao longo de cinco anos, desde que conheci a minha esposa, tenho participado como voluntário de algumas festas e devo dizer que é muito gratificante.
Se você tiver a oportunidade um dia de fazer parte de um trabalho de voluntariado, faça-o.
Hoje vamos tratar de um tema que tem sido discutido mundialmente: emissão de poluentes e construção de veículos mais leves.
Sempre que o congestionamento de São Paulo ou a poluição bate recorde, é comum aparecerem “especialistas” na mídia apregoando que as montadoras deveriam construir carros mais eficientes com carrocerias de alumínio e etc., etc. e etc.
Alguns falam até em reduzir as dimensões e o peso dos veículos, talvez uma frota de Smart for Two resolvesse o problema do trânsito e da poluição.
Mas não é assim tão fácil, a equação para a solução do problema de trânsito e poluição das grandes cidades tem diversas variáveis.
Vamos nos ater á construção de veículos leves.

O tema da construção de veículos de baixo peso foi sempre determinado por parâmetros econômicos e ecológicos. Num país com dimensões extensas como o Brasil, rico em minérios e com certo desconhecimento de causa por parte da população, este assunto não recebe grande importância.
Uma estrutura de carroceria de baixo peso não desempenha um papel importante no funcionamento de um veículo a motor - como acontece para um avião e nem é tão importante assim para o cliente final quando na avaliação do produto.
A idéia de uma estrutura de carroceria de baixo peso é freqüentemente associada á utilização de materiais leves como alumínio, manganês. Isto explica o fato do Alumínio ser tão lembrado e idolatrado pelos ditos “especialistas”.
O alumínio é verdade, tem atendido as mesmas exigências estruturais e funcionais atendidas pelo aço, proporcionando algumas reduções de peso, mas há um preço alto para o desenvolvimento de tecnologia. Que poucos felizardos hoje podem pagar por isso.

Se considerarmos a estrutura de carroceria como referência, o convencional método de construção monocoque hoje é quase que restrito para o aço. Já o Spaceframe é mais adequada para alumínio embora hoje já seja possível utilizar também aço estrutural na fabricação de perfilados.
Um critério fundamental na seleção do material a ser utilizado é o volume de produção do veículo.
Nos últimos anos, várias pesquisas foram desenvolvidas no sentido de se encontrar materiais que pudessem ser empregados na construção de carrocerias e que a relação custo-eficiência fosse das melhores possíveis.
Novas ligas de aço foram desenvolvidas permitindo assim utilizar espessuras menores de chapa na construção de carrocerias com considerável redução de peso e melhoria nos resultados de Crash-test, simultaneamente novas ligas de alumínio também foram desenvolvidas.
No entanto o aço ainda mantém certa vantagem econômica sobre o alumínio, pois os métodos de produção de carrocerias estão todos desenvolvidos e a cada ano estes são melhorados visando melhor eficácia das estruturas e barateamento dos custos, então grandes séries de veículos continuarão á ser produzidos por meio convencional: com carrocerias do tipo monocoque, com aço.
No futuro será possível a utilização de metais leves nas grandes séries, mas isto envolvera custos, grandes investimentos e tal como o tema dos itens de segurança (ABS, airbag e etc.), o cliente final deverá estar disposto á pagar por um preço mais alto.
Espero que tenham gostado do tema de hoje.
Agradeço por sua visita e aguardo vocês na próxima semana para falarmos de carrocerias automotivas.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Pára-choque ou parachoque?

|


Olá muito bom dia! São duas da Manhã!
Muito obrigado mais uma vez por visitar o Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.
Começamos abrindo um parênteses para falarmos das versões do Blog “Carroceiros” de Plantão em Espanhol e em Inglês que estamos colocando na rede. Para quem costuma verificar a lista de links, já deve ter percebido que os mesmos já estão disponíveis.
Minha esposa já vinha sugerindo á um bom tempo que eu fizesse pelo menos a versão em inglês, seria bom para que eu treinasse a língua e talvez mais pessoas tivessem acesso, eu como bom marido, achei que ainda não era o momento, mas depois de receber alguns e-mails da África do Sul, Rússia, Republica Tcheca e de verificar que haviam vários visitantes da América Latina e também Espanha, então resolvi lançar as duas versões.
Azar o meu! Perdi a chance de fazer um agrado para a esposa!
Espero que as duas versões agradem tanto quanto o Blog “Carroceiros” de Plantão original, vou fazer o máximo para que tenha a mesma qualidade e que os três evoluam juntos.

E hoje vamos falar de Pára-choques.
Uma das peças de automóvel mais freqüentemente vigiadas e alisadas pelos motoristas descuidados (ou cuidadosos de mais) é o Pára-choque. O Pára-choque é projetado para proteger as seções frontais e traseiras da carroceria, quando o veículo sofre um crash dianteiro ou traseiro de baixa velocidade (cerca de 4km/h), os dois tipos mais comuns de acidentes nas cidade de transito caótico como São Paulo.
Isso faz com que também seja uma das peças mais comumente trocadas.
Tecnicamente falando, essas peças são projetadas para absorver a energia de impacto sem grandes danos. Quando isso acontece, a superfície do pára-choque plástico deforma-se e depois volta á forma original, sem haver a necessidade de uma reparação.
Originalmente os Pára-choques eram construídos em aço e parafusados á carroceria mas isso não trazia nenhuma segurança aos ocupantes dos veículos pois a força de impacto sequer era absolvida.
Por volta de 1973, o NHTSA, órgão americano responsável pela segurança no trânsito, baixou norma exigindo o mínimo de segurança nestes casos.
Inicialmente era exigido que os veículos resistissem á um crash frontal de 5MPH ( milhas por hora) (8Km/h) e á um crash traseiro de 2,5MPH (4Km/h), depois foi exigido que tanto crash frontal como traseiro fossem de 5MPH (8Km/h) e depois de muita insistência das Montadoras americanas essa velocidade baixou para 2,5MPH (4Km/h) o que permitiu também a utilização de materiais menos pesados.


As montadora passaram então á utilizar elementos de plástico deformável utilizando sistemas de abosrção de choque e energia que pode ser feito em espuma, isopor, fibra de vidro ou alumínio.
Embora Pára-choques mais pesados tendam a ser mais fortes, não há uma correlação direta entre o peso e a força absolvida. Alguns Pára-choques de construção leve se saíram muito melhor nos testes do que os Pára-choques mais pesados.
Em muitas jurisdições, os Pára-choques devem atender algumas exigências legais por razões de segurança. A altura e a colocação dos Pára-choques podem legalmente ser especificados também, para assegurar que quando os veículos de alturas diferentes estão envolvidos em um acidente, que o veículo menor não deslize sob o veículo maior.
Muitos carros vêm agora com dispositivos eletrônicos que podem detectar a distância aos carros e obstáculos próximos, durante o estacionamento e a advertir quando na colisão iminente.
Terminamos aqui a nossa postagem e espero que todos tenham gostado do assunto abordado.

Aproveitem bem o seu final de semana com sua família e com quem lhe faz bem.

Um abraço!
O Especialista


Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Dicas do Especialista: Construindo um carro

|


Olá boa tarde!
Muito obrigado por comparecerem novamente ao Blog Carroceiros de Plantão para falarmos um pouco mais sobre carrocerias automotivas.

O Especialista continua em viajem e infelizmente não houve tempo hábil para preparar uma nova postagem digna dos seus visitantes.

Mas com base em alguns emails que recebi esta semana, resolvi fazer uma complementação da ultima postagem apresentado aos colegas exemplos de chassis que são comercializados no mercado americano.

Aproveitem bem o seu final de semana com sua família e com quem lhe faz bem.
Um abraço!
O Especialista
carroceria.2008@gmail.com
Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Dica do Especialista: construindo um carro

|


Olá muito boa noite!
Mais uma vez muito obrigado á todos por visitarem o Blog Carroceiros de Plantão para falarmos um pouco mais sobre carrocerias automotivas.
Hoje da fila do aeroporto, abrimos um parêntese para responder ao email do colega Danilo da cidade de Curvelo, Minas Gerais.
Danilo é um jovem de 22 anos que tem o sonho de construir um carro. Ele me escreveu há algumas semanas atrás me contando deste sonho e me pedindo se por acaso eu não tinha uma Plataforma.
Eu gostei do email do Danilo. Acho salutar as pessoas procurarem realizar o seu sonho ao invés de virar as costas e deixá-lo lá até esquecer dele por completo.
Bom, como eu já disse ao Danilo, por email, é difícil ter uma plataforma já pronta que caiba diretinho naquilo que se está pensando construir, muitas vezes a gente precisa pegar algo bem parecido e moldar até que chegue próximo daquilo que queremos. Ás vezes o algo parecido acaba mais diferente ainda do que no início.
Uma vez tentei fazer carenagens de fibra de Carbono para as antigas Honda XL-250 e sei como é difícil.
Mas como eu tenho certeza de que o Danilo não é o único cara que tem o sonho de construir um carro só seu eu gostaria aqui de dar umas dicas.

Dar um norte ao Projeto:
Normalmente numa montadora a primeira coisa que se faz quando no início de um projeto, é a descrição técnica do projeto.
Costuma-se dividir em cinco ou seis grupos: Carroceria, chassis, elétrica, acabamento e Powertrain e dentro desses grupos costuma-se detalhar ao máximo possível o que está previsto para o carro.
Por exemplo,
Primeiro, você faz uma descrição breve do carro:
Veiculo com “y” m de largura por “x”m de comprimento, “z” cm de altura do solo e altura total de “j” m (solo/teto) com espaco para n oculpantes.
Depois começa á detalhar cada um dos grupos, por exemplo Carroceria:
- Spaceframe de aluminio com perfilados comerciais soldados
- Laterais em fibra de vidro ( ou carbono) parafusados e colados ao Spaceframe
- portas confeccionadas em chapa de aço ( um exemplo!)
- vidros dianteiros e traseiros copy do Celta
- vidros laterais planos
Procure imaginar como se o carro estivesse já montado na sua frente, se você tem facilidade para desenho, compre um caderno de desenho e cada idéia que você for tendo, vá anotando ela, detalhe, faça um croquis, detalhe o croquis com o máximo de informação.
Surgiro ainda aos sonhadores que compartilhem o sonho com um ou dois colegas que tenham conhecimentos de mecânica e ou elétrica para trabalharem no projeto, é de uma ajuda inestimável ter com quem debater o projeto, mesmo porque a gente sempre acha que manja muito e só descobre que não é bem assim depois que o projeto está quase pronto. Mas atenção! Ouvir e respeitar a opinião do outro é muito importante.
E aqui de primeira mão a minha sugestão ao Danilo que também serve para os outros construtores:
Dediquem-se primeiro á construir um Chassis onde vocês podem montar o motor desejado, suspensão, a parte elétrica e etc. Eu digo isso porque com certeza a parte mais complicada será á de posicionar e fixar o motor, dimensionar suspensões e etc.
Pode ser que vocês tenham de montar e demontar varias versões de motores e suspensões e depois de vocês terem conseguido fazer com que o chassis funcione á contento, quem sabe até guiar ele, com certeza fazer a carroceria será muito mais fácil, talvez até não precise nem dela! Ou mudem o design
Anexo, mando um croquis de um chassis em alumínio que sugiro ao Danilo.

Duvidas, entrem em contato. Espero em breve estar divulgando fotos de muitos sonhos realizados pelos construtores de carros independentes do Brasil: vocês!

Aproveitem bem o seu final de semana com sua família e com quem lhe faz bem.
Um abraço!
O Especialista
Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Teto Solar - um pedaço do céu só seu!

|

Olá boa tarde!
Mais uma vez nos encontramos no Blog Carroceiros de Plantão para falarmos de carrocerias automotivas.
E mais uma vez O Especialista se sente na obrigação de se desculpar com os colegas por não ter postado no dia certo; acontece que a frente fria que estacionou em São Paulo na ultima sexta-feira, trouxe alguns contratempos, a chuva que caiu na madrugada, provocou algumas avarias na fiação de telefonia da rua e ficamos sem Internet.

E hoje vamos falar sobre Teto Solar.

O Teto-solar é um equipamento importante que ajuda a controlar a temperatura e o conforto dentro do interior do veículo. Eles podem ser originais de fábrica ou adaptados depois que o veículo já saiu da fabrica.
O teto solar foi inventado nos anos 30 pelos alemães Wilhelm e Otto Baier.
Naquela époça os veículos mal atendiam as exigências básicas de segurança e o conforto para motorista e passageiros quase não existiam: os carros não dispunham de ventilação no verão e não havia como aquecê-los no inverno.
Pensando em inovar nesse sentido eles desenvolveram em 1932 uma solução caseira: uma tampa deslizante de tecido grosso para o teto do veículo, assim durante o verão ela poderia ser aberta para ventilação e no inverno poderia ser facilmente fechada mantendo o carro aquecido.
Em 1937 a Daimler-Benz tornou-se a primeira montadora á fornecer o teto solar em seus veículos.
Os Tetos solares estão disponíveis em diversas formas, tamanhos e estilos, e são conhecidos por diversos nomes. Em geral os tipos mais comuns são:
•Manual : neste modelo o vidro abre basculante oferecendo um respiro ao veículo e o vidro é geralmente removível. É um modelo que pode ser instalado na maioria dos veículos e é de preço relativamente acessível.

•Elétrico – Spoiler: combina a característica de inclinação do pop-up e também desliza o vidro para trás e por cima do teto. Esse modelo não tem uma abertura muito grande.Tem características opcionais como tapa sol integrado e fechamento automático. Dá uma aparência esportiva para o veículo, é ideal para carros de pequeno porte.
•Embutido – Inbuilt: modelo que tem um painel de vidro ou metal que desliza entre o forro e o teto, ele baixa o teto de 5 a 10cm, e proporciona a abertura total do teto. Este teto é o teto original de fábrica do Ômega, Vectra, Golf, etc. Tem características como fechamento automático, antiesmagamento, sensor de chuva, entre outras.
•Panorâmico: um novo modelo com um painel grande ou multi painéis que oferece luminosidade também para os passageiros. É elétrico e tem geralmente tapa sol integrado e quebra vento.
Do ponto de vista estrutural o teto solar original de fabrica leva vantagem considerável, pois as carrocerias ganham reforços adicionais que garantem a sua rigidez, o próprio teto já vem com a abertura.


Isto não significa que aqueles instalados em lojas são de qualidade duvidosa, embora haja necessidade de se recortar a carroceria, travessa de teto e etc.
Sendo o Teto solar um dispositivo que ajuda no controle do conforto do veículo, curiosamente ele é original de fábrica para poucos veículos, os carros ditos populares por exemplo, nenhum deles conta com este item original de fábrica.


Cabe aqui mostrar uma curiosidade que é propria da inventividade do Brasileiro; se você não tem dinheiro para comprar um teto solar ou tem pena de cortar o seu carro, você pode usar o pseudo teto solar, uma pelicula adesiva que você cola no teto do carro dando a parencia de que tem um teto solar. Não me causaria espanto se tivesse o selo das Organizações Tabajara...rs

Aproveitem bem o resto do seu fim de semana e tenham uma ótima semana de trabalho.

Um abraço!

O Especialista


Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

Longarinas

|

Olá! Muito bom dia.

Hoje O Especialista abre mais um Post pedindo desculpas aos amigos por não ter cumprido a promessa de postar todas as sextas-feiras. Acontece que as aulas na Faculdade reiniciaram e ainda não tive tempo hábil para colocar as minhas tarefas em dia, mas prometo que assim que possível (em breve espero eu), eu consiga todas as sextas colocar um tema novo e interessante.

Já falamos aqui no nosso blog sobre Métodos de Elementos Finitos, crashes laterais, tipos de carrocerias, utilização de Adesivos Estruturais e mais recentemente sobre Tailored Blank.

O Objetivo deste Blog nunca foi de exaltar o trabalho de Engenheiros e técnicos que atuam no desenvolvimento de Carrocerias mas de poder levar até ás pessoas que não pertencem ao meio e que gostam de carros, o quão minucioso é o trabalho de desenvolvimento de um veículo.

Claro que sobre a ótica da Engenharia de Carroceria.


Hoje vamos falar rapidamente sobre Longarinas.


Num veículo propriamente dito existem dois conjuntos de longarinas: as Longarinas dianteiras e as longarinas traseiras. Sendo um dos componentes que constitui a carroceria de um veículo, as longarinas de modo genérico são vigas de secção variável montadas longitudinalmente que servem de suporte ao motor, ás caixas de rodas e á todo o conjunto de suspensão.

Sob o ponto de vista estrutural, o papel da Longarina vai muito além do que servir de suporte; ela tem papel importante tanto na rigidez estrutural do veículo como também no comportamento deste no caso de um crash, pois será umas primeiras partes do veículo que absorverá a energia do impacto.

Em geral utilizam os perfis “U” e “C” para a construção das vigas e a escolha do perfil tem muito mais á haver com a preferência do construtor do que com o seu comportamento propriamente dito, ambos os perfis funcionam satisfatoriamente. De acordo com os objetivos de segurança impostos pelo projeto, o construtor implementa zonas de deformação programada que ajudarão no comportamento deste num crash.

Hoje com o advento do Tailored Blank é possível projetar longarinas com até três espessuras diferentes e com secções de deformação programadas que melhoram ainda mais o comportamento do carro.

Tecnicamente não há muito o que se explanar sobre as Longarinas, mas acredito ser importante conhecer um pouco sobre esta parte da carroceria, aposto que da próxima vez que você levar o seu carro na oficina, quando ele estiver no elevador você vai dar uma olhadinha nas longarinas.

E como literatura complementar, eu indico uma matéria publicada no site do CESVI que comenta sobre os trabalho de reparo em longarinas:

Uma boa leitura!

Aproveitem bem o seu final de semana com sua família e com quem lhe faz bem.

Um abraço!
O Especialista
Alguma sugestão ou crítica? Mande um Email para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!

 

©2009 CARROCEIROS DE PLANTÃO | Template Blue by TNB