A estratégia da Lotus Enginnering para veículos leves

|


Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Antes de falarmos sobre carroceria, gostaria de pedir desculpas aos amigos pelas faltas das ultimas semanas.

Acontece que a Universidade, o mestrado e o meu trabalho tem exigido um pouco mais de dedicação de minha parte e para ajudar, o nosso pequeno Gabriel, está meio dodói (pegou uma gripe e para ajudar os dentinhos estão nascendo).

Peço a sua compreensão pelas minhas faltas e desculpas pela demora em responder aos e-mails, esta é uma fase que acredito que não se estenderá muito.

Hoje aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão, falaremos sobre a nova estratégia para veículos leves desenvolvida pela Lótus Engineering.

Um estudo realizado pela Lotus Engineering, chega à conclusão de que é possível a redução de peso dos veículos em cerca de 38 por cento em comparação á um carro atual de médio porte, com um aumento do preço final de compra na ordem de três por cento.

Além do design inovador e dos motores mais eficientes, ela tem também utilizado materiais leves para reduzir as emissões de CO2 significativamente. Ao longo dos anos, a Lotus Engineering tem implementado uma estratégia própria para reduzir o peso dos veículos de passageiros da média.

Tomando como base o Toyota Venza, a foi feito um estudo considerando novas tecnologias e verificou-se a possibilidade de reduzir o peso do veículo.

Estas novas tecnologias devem ser empregadas á partir de 2020 quando novas tecnologias de materiais, programas de produção e tecnologias de fabricação estarão disponíveis.
O estudo apresentado consistiu em analisar os cenários de duas arquiteturas diferentes de veículos, de acordo com a produção em 2017 e em 2020.

O primeiro cenário é baseado na utilização de tecnologias de redução de peso, melhores materiais e integração de componentes. O veículo será fabricado nas fábricas existentes. Desta forma, o peso dos veículos pode ser reduzido em 21 por cento - excluindo os de transmissão - com uma economia estimada de dois por cento.

Para realizar este estudo, foi feito um Tear Down em um Toyota Venza, o mesmo foi desmontado e analisado sob o ponto de vista de projeto e fabricação, a fim de se criar uma lista de materiais e levantar o peso das peças individuais.

A fim de desenvolver os dois conceitos leves, a Lotus Engineering tem se concentrado nos seguintes pontos: projeto eficiente, integração de componentes, seleção de materiais, produção e fabrico.

Para as próximas etapas, para ambos os conceitos as dimensões interiores e exteriores, serão mantidos. A carroçaria do veículo do modelo 2020, por exemplo, consistirá de paredes laterais e estrutura do telhado, por exemplo, com 37 por cento de alumínio de, 30 por cento de magnésio e 21 por cento de outros compostos e sete por cento de aço de alta resistência.



O peso da estrutura será reduzido em 42 por cento; dos 382 kg para 221 quilos.

Peças como a tampa traseira, portas, travessas do pára-choques que eram anteriormente feitas 100 por cento de aço seriam em 2020 confeccionados de magnésio, plásticos, aço de alta resistência, alumínio e outros materiais. Isso significará uma redução de peso de 41 por cento, ou uma redução do peso dos 143 kg para 84 kg.

É importante frisar que todas essas mudanças, não implicaram em qualquer perda de segurança para os ocupantes, muito pelo contrário, as condições terão tendência de melhorar.

Feliz 2010! Vamos mudar!
Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!


O Especialista


carroceria.2008@gmail.com


Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.

 

©2009 CARROCEIROS DE PLANTÃO | Template Blue by TNB