Latin-NCap

|

Olá muito boa noite.


Obrigado mais uma vez por visitarem o Blog “Carrocerios” de Plantão, para falarmos sobre Carrocerias Automotivas.

Depois de três meses de ausência, sinto-me bastante motivado para recomeçar as postagens, mas confesso que estou um pouco hesitante também.

Muita coisa se passou nestes três meses, algumas positivas, outras nem tanto.

Um acontecimento positivo, foi o lançamento da Latin-NCap e a divulgação de resultados de crash test de nove veículos populares fabricados e que deu muito bochicho por aí.

Foram tantos burburinhos que até recebi alguns e-mails neste período tendo como tema o Latin-NCap; alguns comentando a novidade, outros criticando, mas o e-mail que mais me chamou a atenção foi um enviado por um colega que atualmente mora na cidade de Montevideo, questionando-me se o Latin-NCap era digno de ser levado á sério ou não?
Minha resposta:

Sim!!!

A América Latina é um mercado automobilístico em franco crescimento e é também onde estão localizados os centros de desenvolvimento e produção de veículos para mercados emergentes das principais montadoras.

É infelizmente também um dos lugares do mundo onde se registra altos níveis de mortes em acidentes rodoviários.

O Latin-NCap é o primeiro programa independente estabelecido numa das regiões mais promissoras para o automóvel e representa um passo histórico na disponibilidade de informação do consumidor sobre crash tests.

Contudo só informação disponibilizada não vai fazer muita diferença, principalmente num país como o Brasil onde temos uma frota com idade média de 12 anos e historicamente a grande maioria dos condutores de veículos e as autoridades estão pouco preocupadas com a segurança no trânsito.

Aliás uma boa tese de doutorado seria montar uma correlação entre a educação do motorista brasileiro e a idade do seu veículo.

Está claro que quanto mais velho e descuidado for o carro, mais desleixado é o motorista mas é claro na outra ponta, também existem exceções, do tipo garotos na faixa de 18 á 26 anos dirigindo Ferraris, Porsches, Audis, Mercedes ou BMWs que são tão perigosos quanto alguém dirigindo um DKW com os quatro pneus lisos.

O Latin-NCap tem alguns desafios pela frente: ser mais interessante quanto as páginas de Orkut e noticiários de futebol e novelas e tornar-se uma referência para aqueles que procuram um carro seguro, uma tarefa difícil num pais onde um airbag é considerado acessório...

Porém há um desafio ainda maior para o Brasil e seus governantes: renovar a frota por carros seguros e mais baratos, tonar a malha rodoviária segura para automóveis, ônibus e caminhões, educar os condutores e promulgar um novo Código Nacional de Trânsito com leis mais abrangentes e severas.

E depois de você ler tudo isso, talvez você agora esteja se perguntando o que isso tem á ver com carroceria?

Tem tudo á haver: carros mais seguros implica em novas tecnologias, novos tipos de aços, novos conceitos de construções... coisas que discutiremos ao longo desse novo ano que se inicia.

Feliz Ano Novo á todos e bom retorno ao Blog!

Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.


PERÍODO SABÁTICO

|




Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão.

Hoje infelizmente não trago boas novas, na verdade a falta delas tem me deixado bastante incomodado.

Ora é desculpa pela Internet que não funciona direito, ora é uma gripe, ora é falta de tempo e ou outra coisa qualquer...

O fato é que estou passando por um novo período de adaptação: estou terminando mais uma fase de meus estudos, me adaptando ao novo emprego, trabalhando mais de 14 horas por dia, aprendendo um pouco mais sobre o novo projeto que estou atuando e me falta tempo para pesquisar, ler jornais e revistas especializados.

Sem contar que tem um menininho que preenche todo o nosso tempo...mesmo aquele já preenchido!

Já nem consigo responder aos meus e-mails!

Vamos chamar de Período Sabático.

Por três meses vou deixar de postar. Talvez alguns de vocês deixem de visitar o blog mas é um risco que vou precisar correr e se isso acontecer vou lamentar muito.

Mas é preciso deixar alguma coisa de lado para me dedicar á outras mais importantes no momento.

Não responderei aos e-mails nesse período mas tenham certeza que se me sobrar um tempo eu vou ler todos que puder e no dia 01/01/2011 estarei de volta com o compromisso de postar com mais freqüência.

Abaixo deixo uma lista das postagens que considero mais interessantes, surgiro que naveguem pelo blog e leiem estas postagens para conhecer mais sobre o assunto .
E se você quiser, pode se tornar um seguidor do blog e automaticamente será avisado quando a nova postagem for editada.

Obrigado pela compreensão de todos e Boa Leitura!

. Criaçao! Talvez seja isso...

. Inovação na Coluna B

. Questao sobre materiais estruturais

. Fibra de Carbono

. Piattaforma C-Evo!

. V!

. Carro Elétrico Brasileiro!

. A evolução da Carroceria

. Construindo modelos em Clay

. Light-Car EDAG: um passo á frente!

. Estampagem

. Uma nova fase para o FEM

. Super-Car Light.

. Compartilhar para aprender e melhorar.

. Não tem geladeira em casa? – Parte 3

. Não tem geladeira em casa? – Parte 2

. Não tem geladeira em casa? – Parte 1

. Zona de Deformação

. A biblioteca do Especialista

. Aços para construção de Carrocerias

. Aços para construção de Carrocerias - Parte 4

. Aços para construção de Carrocerias - Parte 3

. Aços para construção de Carrocerias - Parte 2

. Aços para constução de Carrocerias - Parte I

. Solda Laser

. Longarinas

Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.
Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.

Vedação e Proteção Contra Corrosão da Carroçaria

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Estive ausente por algumas semanas, desculpem!

Felizmente a troca de emprego, o término de minha tese e o Gabriel tem ocupado o meu tempo de uma forma que eu não esperava.

Mas tudo bem, logo voltaremos á normalidade, por favor tenham paciência!

Hoje trago o texto de um colega que trabalha numa montadora. O texto desenvolvido por ele, dá uma idéia geral de como o conceito de vedação e proteção contra a corrosão de carrocerias é construído durante o desenvolvimento do projeto de um carro.


Boa Leitura!

" Quando entramos em um veículo queremos que ele seja uma extensão de nós ou de nossa casa, que seja confortável, com baixo nível de ruído, sem odores indesejáveis, durável, entre outros aspectos. A vedação da carroçaria é um dos processos responsáveis por isso, porém, ela está diretamente ligada à proteção contra corrosão.
Muitas pessoas quando ouvem a frase “vedação da carroçaria” lembram das vedações de borracha das portas e tampas, mas não imaginam que ela é muito mais, afinal ela é a “vedação da carroçaria”.
Meu trabalho tem início já com a definição de algumas premissas importantes como, por exemplo: Qual o tempo de garantia contra corrosão que será ofertada aos clientes? Quais plantas produzirão o veículo? Em que faixa de mercado este veículo se enquadra? Com estas informações, identifico se serão necessários diferentes materiais ou processos para a produção deste novo veículo. Até mesmo a produção de um veículo de série em outra planta ou país, necessita de uma revisão do desenvolvimento executado. A empresa oferta, dependendo do veículo, garantia contra corrosão perfurante de até 12 anos.
Tudo começa no projeto com a especificação dos aços que serão utilizados na confecção das peças da carroçaria; aços com e sem revestimentos (zincados) são utilizados, tendo cada peça sua avaliação individual e no conjunto, prevendo o atendimento da garantia contra corrosão. Em seguida os furos de processos. Todos os furos da carroçaria possuem função, como passagem de chicotes, de peças, elementos de fixação, acesso de ferramentas, RPS`s, penetração e escoamento de líquidos de pintura e cera de proteção de cavidades. O fechamento destes furos é primordial para evitar a entrada de água, poeira, ruído e odores para o interior do habitáculo. Estes furos normalmente são fechados por peças de polímeros conhecidos como “tampões” ou fitas adesivas com características antichama e de alta resistência ao envelhecimento natural.
O caderno de vedações, onde os ilustradores transformam e dão vida nas imagens que nele constam, contempla toda a preocupação de ter uma carroçaria o mais “selada” possível, além de permitir que as áreas de armação, pintura, montagem final e qualidade identifiquem o que está especificado já que é necessário para a carroçaria atender todas as normas e a garantia ofertada aos clientes.
No interior da carroçaria, dentro de subconjuntos, existem peças que tem como objetivo evitar a corrosão e também a entrada de poeira, umidade, odores e ruído. Estas peças são conhecidas como selantes expansíveis. Elas são desenvolvidas para serem montadas na área de armação, e durante a passagem da carroçaria pelo processo de pintura, após a pintura por imerssão, expandem “selando” a cavidade onde foram montadas, melhorando o desempenho da vedação e aumentando o conforto dos clientes.
Ainda na área de armação, são aplicados adesivos bombeáveis de base butílica, epóxi, etc., e outros tipos de vedadores extrudados; os adesivos têm o objetivo de melhorar a rigidez e até substituir pontos de solda principalmente onde não é possível o acesso dos equipamentos de solda, os butílicos não menos importantes, objetivam evitar o ruído gerado por contato de peças, além da vedação de junções e arestas onde não é mais possível acesso na área de pintura. Com aplicações intercaladas deste tipo de material viabilizamos a penetração dos líquidos de pintura para atender a garantia contra corrosão.
A carroçaria chega então à área de Pintura e passa pelos seguintes estágios: lavagem e desengraxe, para que toda e qualquer sujidade proveniente de outros processos sejam inteiramente removidas. Segue para o banho de imersão de fosfato, que é o responsável por “abrir os poros” da superfície do aço melhorando assim a aderência da pintura seguinte, e mais uma lavagem para remover o excesso da tinta. A carroçaria passa por uma estufa onde o fosfato é “curado”, isto é, seco, e em seguida vem a pintura eletroforética mais conhecida como “KTL”. Nesta etapa, após a imersão em um tanque de tinta epóxi, fecha-se o circuito elétrico onde são descarregados “6000 v” de tensão elétrica fazendo com que a aderência da tinta se dê por diferença de potencial elétrico. Mais uma lavagem e novamente uma estufa para secar o “KTL”. Esta pintura é uma grande responsável pela proteção contra corrosão. No processo de pintura, os furos de penetração e escoamento de líquidos são fundamentais para que a carroçaria seja processada no tempo especificado e com o mínimo de falhas de deposições de pintura. Isto é fundamental para o sucesso de um projeto e para o atendimento as normas e testes de corrosão. Logo depois, a vedação propriamente dita é efetuada pelos operadores, utilizando o material conhecido com “PVC”, este material é aplicado em quase 100% das junções das peças da carroçaria. Tem como objetivo evitar a corrosão das arestas e selar as junções, evitando a entrada de água, umidade, odores, poeira, e ruído. Estas vedações podem ser vistas nos flanges das portas e tampas de alguns modelos, dentro do compartimento do motor, no assoalho por dentro e por fora, e até na “soleira” do painel lateral externo dos nossos veículos. As vedações são responsáveis por grande parte da garantia contra corrosão e também por parte do conforto dos veículos durante a rodagem nas pistas, pois o “PVC” absorve parte das vibrações e também minimiza impacto e o ruído produzido pelas batidas de pedras provenientes das estradas de terra.
Ainda na pintura também são montados alguns tampões e fitas para fechamento dos furos que já cumpriram seus objetivos, sem o fechamento destes furos é certa a entrada de água, umidade, odores, poeira e ruído. Novamente a carroçaria vai para a estufa, agora com o intuito de secar o “PVC”; e segue em direção a aplicação de Primer. Esta tinta tem como objetivo nivelar a superfície cobrindo os vales oriundos da rugosidade das chapas de aço dos painéis externos, conferindo ainda uma proteção contra a luz ultravioleta, já que sem ela a cor do veículo sofreria uma variação muito grande ao longo dos anos. Outra estufa, esta para secar o Primer.
Uma limpeza é minuciosamente efetuada para remover qualquer partícula de sujeira que possa comprometer o aspecto de pintura. Agora ela esta pronta para receber a “Base” que é a cor que vemos no veículo, uma camada na parte externa aplicada por robôs com uma camada controlada, confere o aspecto de beleza. Esta tinta não é seca de imediato, a carroçaria segue para a aplicação de “Verniz” um produto transparente normalmente de base poliuretano para auferir maior resistência, brilho e durabilidade, também é aplicada por robôs. A carroçaria entra então em sua última estufa para a secagem destas duas pinturas. Todo este processo confere um aspecto de beleza e resistência ao envelhecimento natural e batida de pedras, vital para a garantia contra corrosão.
Última parte da pintura, a aplicação de cera de cavidades. Nesta etapa, alguns lugares como as longarinas dianteiras e traseiras, soleira, travessas do assoalho, etc., recebem a aplicação de cera conforme minha especificação; estas regiões em contato com o produto permanecem protegidas de agentes externos como a umidade, sendo fundamental para o atendimento da garantia contra corrosão. Existem dois tipos de aplicação: manual e automática. Na manual a cera liquida é aplicada por meio de revolveres de pressão por operadores dentro das cavidades da carroçaria, já na automática, a cera sólida é derretida, a carroçaria é aquecida em uma estufa, e um equipamento automático injeta a cera em alta temperatura dentro das cavidades, e por diferença de temperatura uma fina película é formada nas regiões protegendo a carroçaria, fazendo com que a garantia contra corrosão seja atendida.
Chegando à Montagem Final, os furos que foram utilizados no processo de aplicação de cera, são fechados definitivamente com tampões, uma vez que não é possível utilizar fita adesiva, pois a cera impede a aderência de fita.Existe ainda na Montagem Final a aplicação de cera de proteção incolor, realizada manualmente e em partes específicas para elevar a proteção contra corrosão. Normalmente estas aplicações são especificadas após a realização de testes e são de muita importância para o atendimento da garantia contra corrosão ofertada aos clientes.
Assim, termina o conceito de vedação e proteção contra corrosão, que é o trabalho que desenvolvo na Engenharia de carroçaria ."


Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.
Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.

Criaçao! Talvez seja isso...

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Hoje aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão, gostaria de pedir a sua licença e responder á dois e-mails de um leitor que demonstra um grande interesse em entrar para o mundo da Engenharia Automotiva.

O primeiro email que recebi foi:

Olá!
Eu sou um jovem de 20 anos de idade e tenho interesse em fazer faculdade de engenharia mecânica com ênfase em automobilística.
Eu estava procurando informações sobre técnicas usadas na fabricação de carros e por, muita sorte, achei seu blog que trata especificamente desse assunto. (Construindo modelos em Clay)
Eu quero saber, por hora, como se cria moldes para a fundição de portas, tetos, etc.Ao pesquisar, vi que uma das técnicas é a prensagem de placas de aço que dá vida ao que se vê do carro, mas ainda assim preciso saber como se faz as prensas, que são como moldes, o que em plugues chamaria-se de machos.
Eu li em seu blog sobre a modelagem Clay e quero saber se é por meio dela que se faz os moldes ou se ela é apenas para idealização/visualização. Você escreveu lá no blog que a modelagem por Clay é muito cara, por isso, caso ela seja apenas para idealização/visualização, prefiro usar modelagem Nurbs no computador, porque ela não requer tanto esforço físico, permite o uso de simetria(espelhamento) que torna dispensável modelar duas vezes a mesma coisa para visualizar o projeto final; além de permitir maior perfeição na modelagem, e ser, em tese, mais barata.
Acredito que o custo da modelagem por Nurbs estaria somente no que diz respeito ao curso que teria que ser feito para aprender a usar um software específico de modelagem por Nurbs como o Rhinoceros, e talvez o custo do software, mas em se tratando apenas de estudo é possível usar a versão de demostração do programa; então não haveria necessidade de comprar quilos e mais quilos de massa de funilaria.
Já vi alguns vídeos sobre a feitoria de peças mecânicas, mas nesses vídeos as peças eram feitas por máquinas, controladas por software, que cortavam gradativamente o metal usando facas de corte.
Acredito que para fazer peças ergonômicas como a lataria de um carro, não seria a mesmo técnica, não é isso?
Conheço aquela técnica de criação de embalagens e objetos em geral que é a impressão 3D, mas isso é apenas para modelos pequenos já que 'ainda' não há uma impressora 3D grande o suficiente para imprimir peças como as de um carro.
Resumindo, quero saber como a lataria de um carro com todas aquelas curvas sai do projeto para a estrada.”

O outro e-mail foi:

“Bem, quando mandei aquele e-mail com a palavra 'Criação' como assunto eu ainda não havia assistido aos vídeos relativos a modelagem em Clay que você colocou na página, devido problemas de carregamento dos vídeos.
Agora que pude assistir, pude ver naquele último vídeo que por meio daquela máquina com precisão incrível se pôde criar aquela superfície perfeita em Clay... A pergunta que fiz no outro e-mail foi se é a partir de um modelo feito em Clay que se obtém o molde para a fundição das partes da carroceria; pelo que vi lá no último vídeo é isso mesmo, não é?
Bem, está me parecendo que a modelagem Clay em menor dimensão é apenas para a idealização/visualização, aí depois simplesmente se digitaliza o modelo pronto, por meio de um scanner 3D ou mesmo no olhômetro com modelagem Nurbs ou modelagem 3D comum, coloca-se no software controlador daquela máquina incrivelmente precisa, em escala real, e deixa ela fazer toda a beleza da coisa; durante o processo vai adicionando mais massa aonde faltou e depois manda a máquina fazer novamente para completar - seria isso mesmo?Responda essas duas perguntas acima quando puder - as respostas são para confirmar ou não meu entendimento; caso eu esteja enganado em alguma coisa por favor me elucide quando puder.
Muito obrigado desde já, seu blog é muito bom. Tenho um interesse assombroso pelo assunto, gostaria muito de fazer um carro um dia. :-)
obrigado!”

Minha Resposta:
Parabéns pelo interesse “assombroso”. Em geral tenho recebido emails de jovens de 15 á 18 anos interessados em Tunning. A maioria quer saber como rebaixar o carro, colocar o som mais potente...
Houve um até que me perguntou algo sobre CDs de pancadão e Funk, infelizmente eu não pude ajudá-lo muito pois Pancadão e Funk definitivamente não são a minha praia.
Mas vamos ao seu questionamento.

Na minha opinião, modelagem em Clay e modelagem virtual são suas ferramentas que se completam e acredito que vai demorar muito para que uma se desvencilhe da outra e explico o porquê.
Por mais avançada que seja a tecnologia disponível em desenvolvimento virtual, sempre haverá coisas que nescessitaremos tocar e olhar.
Ás vezes um engenheiro precisa dar dois passos para trás, olhar contra a luz e passar a mão na superfície para “sentir” o seu projeto.
E quando digo que uma ferramenta completa a outra é a mais pura verdade. Aquela máquina que você viu desbastando o Clay, por mais precisa que seja nunca conseguirá dar um bom acabamento na superfície e o modelador sempre será necessário para fazer o ajuste final e então o que se verá no final será um modelo muito próximo da perfeição.
Quando se atinge essa “proximidade” da perfeição, então o modelo é scanneado e a superfície é gerada, tratada por um software específico e á partir disso começa o trabalho de desenvolvimento das peças de carroceria, procurando respeitar a superfície recebida do Design.
Quanto á questão da escala de modelagem, tudo depende do tipo de trabalho que se vai fazer e da pesquisa á se realizar.
Para fazer um estudo de túnel de vento um modelo em escala 1:3 está perfeito, mas por exemplo se você quiser fazer uma clínica, comparando o seu projeto, com possíveis concorrentes, um modelo em escala 1:1 será o correto.
Espero ter elucidado as suas duvidas, estou á sua disposição para conversarmos mais á respeito.
Para você e outras pessoas que tem interesse em ingressar no mundo da engenharia vai aqui uma dica:

Após anos atuando na Engenharia da Volkswagen do Brasil e Visteon agora o colega André Maciel, está enfrentando novos desafios profissionais; um deles é desenvolver em conjunto com outras pessoas, um curso de Projetos Automotivos:

O objetivo deste curso é de habilitar os futuros Profissionais que estejam interessados em atuar como Projetistas de Desenvolvimento do Produto em empresas das áreas: Automobilística / Aeroespacial / Eletro-eletrônicos / Trens / Escritórios de Projetos Industriais (design house)...
Neste curso serão ministradas Disciplinas técnicas tais como: CATIA V5 / desenho técnico / geometria descritiva / (GD&T) / tecnologia do processo de injeção do plástico / Qualidade de Produto, APQP, PPAP, DFM, DOE, FMEA, PSW, 5s (siglas referente a ferramentas de planejamento avançada da qualidade), Idiomas Inglês e Espanhol.
A Previsão de início do curos é para meados de Agosto/2010, com duração de 04h. (12 meses), mas ainda não está definido em qual período será, dependerá da procura; o local será em São Bernardo do Campo, e o investimento bem acessível aos interessados.Se estiver interessado a participar deste curso de Qualificação Profissional, favor contatar cel (11) 9940 6165 ou por email: maciel.consultor@bol.com.br que ele lhe passará maiores detalhes.

Feliz 2010! Vamos mudar!
Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!



Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!O Especialista está também no Twitter.

Inovação na Coluna B

|


Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.
Hoje aqui no Blog, falaremos sobre a Coluna B do Ford Focus, mas qual será a diferença da Coluna B, do novo Ford Focus em relação á de outros carros?
Já tivemos a oportunidade de abordamos o assunto Colunas, aqui no Blog á quase dois anos atrás, no post “Com quantas colunas se faz um carro?”
Pessoalmente essa é uma peça que me fascina haja visto a função estrutural que a mesma tem que desempenhar quando num crash lateral e ao mesmo tempo, ficar praticamente invisível no carro.
O novo Focus é um carro mundial e os seus fornecedores são mundiais, também, mas a sua Coluna B certamente não é apenas um exercício no mundo de sourcing.
O projeto desta peça em particular, foi concebido para atingir os difíceis objetivos de Engenharia da Ford, mais especificamente a redução de peso, sem prejudicar o seu desempenho num impacto lateral e atender ás exigências de diferentes países no mundo no que diz respeito á segurança.
As Cores indicam oito diferentes espessuras na Coluna B do Ford Focus. A faixa de cor da direita começa com o mais fino seções na parte inferior (quatro tons de azul), subindo para dois tons de verde e, em seguida, cada um de amarelo e laranja espessa (2,7 mm).
O que faz a diferença da coluna B do Ford Focus em relação á dos demais carros concorrentes é o fato da Ford ter especificado um aço de ultra-resistência, o blank é feito pela empresa alemã Mubea, que produz as tiras que podem ser alterados de espessura ao longo de seu comprimento por um controle preciso da diferença entre pares de rolos.

O processo altamente inovador de laminação a frio, permite que uma mesma chapa seja laminada com até oito diferentes espessuras com precisão. A Mubea é capaz de executar transições suaves rápidas de uma espessura á outra ao longo do espaço em branco, fazendo uma mudança inferior á 0,2 mm, com precisão de 0,1 mm, tolerância geral de ± 0,05 mm, em cada etapa e de um extremo ao outro.

Em seguida, o blank é enviado para a Benteler para ser estampado á quente por um processo chamado de Hot-Stamping e, finalmente, a peça é entregue a Ford para a armação na carroceria.
No caso do material utilizado na coluna B do Ford Focus, as espessuras variam de no máximo de 2,7 mm até 1,35 milímetros. O grande segredo está em colocar a maior espessura onde as peças são muito mais solicitadas para a força máxima em impactos laterais. As seções mais finas serão na parte inferior, e aí realmente será de quatro espessuras nessa área sozinho. O peso total da coluna B é um pouco mais de 7 kg, a redução de peso ao longo de um projeto convencional de 1,3 kg.
Feliz 2010! Vamos mudar!
Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem. Um abraço!
Em tempo! Falamos de uma peça presente nos modelos destinados para o mercado europeu e americano. Informações sobre o modelo comercializado no Brasil, contacte a Ford do Brasil.
O Especialista
Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos! O Especialista está também no Twitter.

Questao sobre materiais estruturais

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Hoje aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão, responderemos á dois emails enviados ao Especialista.




O primeiro email é:

“ ... Atualmente estou desenvolvendo meu trabalho de conclusão de curso relativo a substituição dos aços tradicionalmente utilizados em estruturas automotivas pelos aços avançados de alta resistência (AHSS) desenvolvidos durante o programa ULSAB visando principalmente economia de peso-combustível e melhoria da segurança dos ocupantes.Atualmente estou na busca de encontrar uma lista dos materiais tradicionalmente utilizados em estruturas automotivas, porém tenho tido dificuldade em encontrar quais ligas exatamente são utilizadas.O Sr. conheceria alguma referência que eu pudesse buscar? Ou mesmo as principais ligas que são utilizadas nas partes estruturais do veículo? Pode ser tanto dentro do contexto nacional quanto em contexto internacional.Gostaria de parabenizá-lo pelo blog, que contém informações muito interessantes nessa área! Continue com o excelente trabalho!

Minha resposta:

Alguns anos atrás o foco da indústria automotiva mundial era a segurança dos ocupantes, com o passar dos anos, pelo menos no exterior, a preocupação com a segurança evoluiu, tornou-se uma constante dos projetos e agora o novo foco da Industria tem sido a redução de emissão de CO2.
Parabéns pela escolha do tema!



Normalmente existem poucas referências, sobre os aços utilizados nas construções de carrocerias, você encontra mais informações nos simpósios e encontros que acontecem na Europa e em outros países.
Você pode usar como referência, o trabalho do Doutor Engenheiro Markus Pfestorf da BMW AG que está disponibilizado na seguinte URL:

http://www.autosteel.org/AM/Template.cfm?Section=PDFs&CONTENTFILEID=3632&TEMPLATE=/CM/ContentDisplay.cfm

Um outro caminho, seria você solicitar catálogos para as usinas de aço aqui no Brasil instaladas:
Aços Villares Visite o Site
ArcelorMittal Aços Longos Visite o Site
ArcelorMittal Inox Brasil Visite o Site
ArcelorMittal Tubarão Visite o Site
Companhia Siderúrgica Nacional – CSN Visite o Site
Gerdau Açominas Visite o Site
Gerdau Aços Especiais Visite o Site
Gerdau Aços Longos Visite o Site
Usiminas Visite o Site
Siderúrgica Norte Brasil – SINOBRAS Visite o Site
V&M do BRASIL Visite o Site
Villares Metals Visite o Site
Votorantim Siderurgia Visite o Site

O segundo email:

“... Meu marido possui um carro e a parede corta fogo com o tempo acabou.... e não estamos encontrando para efetuar a troca.
Poderia por favor nos dar algum tipo de informação de como adquirir esta peça.... ou como fazer algo similar, pois está entrando muita no carro.


Minha resposta:

A maioria dos carros tem a parede corta-fogo soldada á carroceria, em alguns casos ela é uma peça aplicada ou seja parafusada e colada como é o caso do VW Polo e VW Fox. Normalmente a peça é cheia de nervuras para ser melhor estruturada, se a parede corta-fogo do veículo de vocês, está danificada á ponto de entrar água no carro, como você comenta, sinto informar-lhes mas já chegou a hora de você trocarem de carro porque a estrutura do carro também está comprometida.
Uma outra saída é procurar essa mesma peça nas concessionárias Volkswagen pois se eu não estiver enganado, a plataforma do Escort é a mesma do Logus e do Pointer

Feliz 2010! Vamos mudar!

Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.
Um abraço!
Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!O Especialista está também no Twitter.

Fibra de Carbono

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Primeiro gostaria de agradecer mais uma vez aqueles que tem acessado o Blog “Carroceiros” de Plantão freqüentemente, mais uma vez batemos o nosso próprio recorde: no mês de junho foram quase 7700 visitas.

Apenas por curiosidade, as dez cidades que mais visitas fizeram ao Blog editado em português foram: Sao Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Campinas, Brasilia ,Fortaleza, Joinville e Goiania e as dez cidades que mais visitas fizeram ao Blog editado em espanhol foram: Cidade do Mexico, Bogota, Caracas, Cordoba, Buenos Aires, Puebla Las Palmas de Gran Canaria, Madrid, Quito e Barcelona.

Sem duvida alguma isso me motiva muito á continuar o “trabalho” de Blogueiro, mas fica uma pergunta no ar: O que você faz com prazer é trabalho ou diversão?

Se souber a resposta, me enviem por e-mail por favor.

Mas voltando á nossa pauta Carroceria, a montadora alemã Audi está inovando mais uma vez com sua expertise e vai utilizar em suas carrocerias montadas na planta em Neckarsulm, peças plásticas reforçadas com fibra de carbono.

Como a Audi foi o primeiro fabricante de automóvel á utilizar o alumínio em larga escala de produção, este know-how servirá como base para a industrialização da Tecnologia de Fibra de Carbono para uso em produção em série, esse Step é parte integral da estratégia de Construções Leves da marca.

O Conselho de Desenvolvimento Técnico da Audi, tem a intenção de usar a fibra de carbono em uma mistura inteligente de materiais, como alumínio e aço, de modo que eles possam melhorar os valores atuais de Stifness ( flexão, torção e peso) das carrocerias.

Mas o que é a fibra de Carbono? A Fibra de Carbono é um material composto mais freqüentemente utilizada na construção de carros de corrida e super-esportivos caros, embora, como toda a tecnologia disponível hoje, já possa ser encontrando em mais e mais veículos. É de uma relativa facillidade de se trabalhar e o seu alto custo é compensado pela sua alta resistência e extrema leveza.

A Fibra de Carbono é um material anisotrópico ou seja, um material cujas propriedades de rigidez e resistência dependentes da orientação das fibras no componente. O potencial de redução do peso da Fibra de Carbono depende então do tipo de carga que o componente do veículo será submetido e poderá trazer uma redução de até 25 por cento.


Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!



Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!O Especialista está também no Twitter.

Divisor de águas...

|


Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Primeiro peço á vocês mil desculpas pelas quase quatro semanas de ausência, acontece que a família “Especialista” estava em época de provas na Faculdade e pra ajudar tivemos também de planejar a festa de um aninho do nosso bebê e curtimos uma gripe meio forte, depois é claro, de termos tomado a vacina contra a ...GRIPE!!!

Gostaria também de agradecer ás quase sete mil visitas que ocorreram no mês de maio e agradecer aos e-mails que temos recebido semanalmente, todos serão respondidos, só peço-lhes um pouco de paciência.

Essa semana que se inicia é para mim um divisor de águas, pois depois de quase dez anos, estou deixando a empresa onde, posso dizer, aprendi muito sobre o Tema Carrocerias Automotivas.

Isto não quer dizer que o blog vai terminar, significa que vou pesquisar mais e tentar trazer mais informações novas sobre o tema.

Diferente do ano passado, esse ano não teremos férias, então se você estiver de boa e de vez em quando quiser visitar o blog, fique á vontade.

Aguardamos sua visita!

Feliz 2010! Vamos mudar!



Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!


Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.

Boa Notícia...

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.
Hoje aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão, falaremos sobre dois eventos que deverão esquentar os próximos dias de frio previstos pelos meteorologistas.


O primeiro evento trata-se do Workshop "Alumínio na Indústria Automotiva" - IV Congresso Internacional do Alumínio e X Seminário Internacional de Reciclagem do Alumínio.
E o outro é o CONCURSO TALENTO VOLKSWAGEN DESIGN 2010.


Feliz 2010! Vamos mudar!
Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.
Um abraço!
Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!O Especialista está também no Twitter.

A estratégia da Lotus Enginnering para veículos leves

|


Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.

Antes de falarmos sobre carroceria, gostaria de pedir desculpas aos amigos pelas faltas das ultimas semanas.

Acontece que a Universidade, o mestrado e o meu trabalho tem exigido um pouco mais de dedicação de minha parte e para ajudar, o nosso pequeno Gabriel, está meio dodói (pegou uma gripe e para ajudar os dentinhos estão nascendo).

Peço a sua compreensão pelas minhas faltas e desculpas pela demora em responder aos e-mails, esta é uma fase que acredito que não se estenderá muito.

Hoje aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão, falaremos sobre a nova estratégia para veículos leves desenvolvida pela Lótus Engineering.

Um estudo realizado pela Lotus Engineering, chega à conclusão de que é possível a redução de peso dos veículos em cerca de 38 por cento em comparação á um carro atual de médio porte, com um aumento do preço final de compra na ordem de três por cento.

Além do design inovador e dos motores mais eficientes, ela tem também utilizado materiais leves para reduzir as emissões de CO2 significativamente. Ao longo dos anos, a Lotus Engineering tem implementado uma estratégia própria para reduzir o peso dos veículos de passageiros da média.

Tomando como base o Toyota Venza, a foi feito um estudo considerando novas tecnologias e verificou-se a possibilidade de reduzir o peso do veículo.

Estas novas tecnologias devem ser empregadas á partir de 2020 quando novas tecnologias de materiais, programas de produção e tecnologias de fabricação estarão disponíveis.
O estudo apresentado consistiu em analisar os cenários de duas arquiteturas diferentes de veículos, de acordo com a produção em 2017 e em 2020.

O primeiro cenário é baseado na utilização de tecnologias de redução de peso, melhores materiais e integração de componentes. O veículo será fabricado nas fábricas existentes. Desta forma, o peso dos veículos pode ser reduzido em 21 por cento - excluindo os de transmissão - com uma economia estimada de dois por cento.

Para realizar este estudo, foi feito um Tear Down em um Toyota Venza, o mesmo foi desmontado e analisado sob o ponto de vista de projeto e fabricação, a fim de se criar uma lista de materiais e levantar o peso das peças individuais.

A fim de desenvolver os dois conceitos leves, a Lotus Engineering tem se concentrado nos seguintes pontos: projeto eficiente, integração de componentes, seleção de materiais, produção e fabrico.

Para as próximas etapas, para ambos os conceitos as dimensões interiores e exteriores, serão mantidos. A carroçaria do veículo do modelo 2020, por exemplo, consistirá de paredes laterais e estrutura do telhado, por exemplo, com 37 por cento de alumínio de, 30 por cento de magnésio e 21 por cento de outros compostos e sete por cento de aço de alta resistência.



O peso da estrutura será reduzido em 42 por cento; dos 382 kg para 221 quilos.

Peças como a tampa traseira, portas, travessas do pára-choques que eram anteriormente feitas 100 por cento de aço seriam em 2020 confeccionados de magnésio, plásticos, aço de alta resistência, alumínio e outros materiais. Isso significará uma redução de peso de 41 por cento, ou uma redução do peso dos 143 kg para 84 kg.

É importante frisar que todas essas mudanças, não implicaram em qualquer perda de segurança para os ocupantes, muito pelo contrário, as condições terão tendência de melhorar.

Feliz 2010! Vamos mudar!
Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!


O Especialista


carroceria.2008@gmail.com


Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.

Cursos SAE

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão para falarmos sobre carrocerias automotivas.


Hoje aqui no Blog “Carroceiros” de Plantão, divulgarei alguns cursos que serão ministrados no SAE Brasil.

Vale lembrar que eu não tenho qualquer vínculo com a instituição mas acho válido para aqueles leitores que se interessam pela Engenharia Automobilística.

Seguem abaixo os cursos

04/05 e 05/05
Conceituação de Projetos + informações
Área: Gestão
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dr. Nilton Nunes Toledo

10/05
AeroDesign + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 8h
Instrutor: Dr. Luiz Antonio Negro Martin Lopez

10 24/05
Sistema de Eixos e Motrizes + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 15h
Instrutor: Ruy Blanco

11/05 e 12/05
SMED - A Ferramenta Flexível da Manufatura + informações
Carga Horária: 6h
Instrutor: Antonio Jos Setem

15 e 22/05
Motores I Tópicos Especiais de Motores de Combustão Interna + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 16h
Instrutor: Felipe Soto Pau

17 19/05
Conceitos Gerais sobre Torque, Processos de Aperto e Metodologia para Controle do Torque + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 20h
Instrutor: Dr.Roberto Garcia

20 e 21/05
Aerodinâmica Veicular + informações
Área: ProjetosCarga Horária: 16h
Instrutor: Luiz Antonio Negro Martin Lopez

26/05
Metodologia Kaizen + informações
Carga Horária: 4h
Instrutor: Marcio Jamarino

26/05 09/06
Sistemas de Transmissões Automáticas + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 15h
Instrutor: Ruy Blanco

28 e 29/05
Fundamentals of Vehicle Dynamics + informações
Curso Ministrado em Inglês
Instrutor: Thomas D. Gillespie, Ph. D

29/05 e 05/06
Combustão e Emissões para Engenheiros + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 16h
Instrutor: Felipe Soto Pau

01 e 02/06
Engenharia Econômica + informações
Carga Horária: 16h
Instrutor: Anderson Cruz

08 e 09/06
Fundamentos de Freio e seus Componentes + informações
Área: Projetos Carga Horária: 16h
Instrutor: Pedro A. Diulgheroglo

10 e 17/06
Dinâmica da Frenagem + informações
Área: Projetos Carga Horária: 16h
Instrutor: Omar Moore Madureira

10/06 á 09/12
Certificação SAE BRASIL "Dinâmica Veicular" + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 112h
Instrutor: Omar Moore Madureira

12 e 19/06
Propriedades Termodinâmicas e Misturas de Gases + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dra. Ivonete vila

12 e 19/06
Aços Avançados com Alta Resistência Mecânica para Aplicações Automotivas+ informações
Área: Materiais
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dr. Antonio Augusto Gorni

21 e 22/06
Fundamentos de Análise de Fadiga em Metais + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dr. Luiz Carlos H. Ricardo

21 25/06
CEP - Controle Estatístico do Processo + informações
Carga Horária: 9h
Instrutor: Edison J. Andia

23 e 24/06
Método dos Elementos Finitos Aplicado na Industria Automotiva + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dr. Luiz Carlos H. Ricardo

26/06 e 03/07
Motores II - Cinemática, Dinâmica e Equilbrio de Motores + informações
Área: Projetos
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dra. Luzia dos Santos Abreu

29 e 30/06
Planejamento de Projetos + informações
Área: Gestão
Carga Horária: 16h
Instrutor: Dr. Nilton Nunes Toledo


Clique em "+ informações" para acessar o contedo completo de cada curso ou entre em contato com Alyne Golcman ou Las Macedo 11. 3287-2033 ramal 115



Feliz 2010! Vamos mudar!

Uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
O Especialista está também no Twitter.

 

©2009 CARROCEIROS DE PLANTÃO | Template Blue by TNB