Não tem geladeira em casa? – Parte 3

|

Olá muito boa noite!

Bem vindos mais uma vez ao nosso encontro semanal no Blog “Carroceiros” de Plantão.

Hoje vamos continuar á falar sobre Portas, mas antes preciso pedir desculpas aos colegas que acompanham semanalmente o Blog pela minha pisada de bola na ultima semana.

O Speed da Telefônica como sempre deu uma mancada no fim de semana, mas o Blogueiro aqui também deu a sua, a minha desculpa é porque tivemos um pequeno probleminha de cólica na família.

Não é nada bom ter uma criança de alguns dias sofrendo de cólica, a gente se sente literalmente incapaz, mas agora está tudo bem.

Quanto á desculpa da Telefônica...Bem deixa pra lá...

Como havia prometido, falaremos sobre os tipos de portas e acredito que isto interesse muito para aqueles que gostam de um Tunning.

Particularmente eu sou contra qualquer modificação significativa que altere a estrutura de carroceria, contudo gosto não se discute e se você curte um Tunning, vá em frente e faça o seu gosto.

Do ponto de vista técnico, sendo a porta um item de segurança, não pode acontecer falhas de funcionamento, então seja cuidadoso nas suas transformações.

Vamos aos tipos de portas:

Porta Convencional: Essa porta é a mais utilizada na construção dos carros hoje em dia, dobradiça e limitadores de portas ficam situados na coluna A e o batente da fechadura fica na coluna B. A abertura da porta fica voltada para a parte traseira do carro e não deve passar dos 60º, depende muito do construtor e da classe do veículo.

Porta Suicida: A abertura da Porta é voltada para a dianteira do carro, as dobradiças e os limitadores de porta ficam na coluna B e o batente da fechadura fica na coluna A, aquela mesma que faz a sustentação do pára-brisa e do painel. Este tipo de portas tem aberturas superiores à 60º, e facilitam a entrada do motorista e do passageiro. No inicio de nossa industria automobilística, alguns caminhões e carros tinham este tipo de porta original de fábrica. Alguém aí se lembra do FNM e do DKW?

Porta Gaivota: Ao invés das dobradiças situarem-se nas colunas, estas estão sobre o teto do veículo, por isso o teto precisa ser bem mais estruturado de modo á agüentar o peso das portas, a vedação das portas também é diferente, pois precisa impedir a infiltração de água, poeira ou ruídos pelo teto. A Mercedes 300 SL, de 1954, foi o primeiro veículo á ser fabricado com portas gaivotas de série e a partir daí muitos outros copiaram a idéia. Embora o design de um carro com este tipo de porta seja muito atrativo, há pouca praticidade no dia-a-dia, pois não é possível abri-las em ambientes de espaço reduzido.
Porta Canivete ou Porta Lambo: as portas giram verticalmente em uma dobradiça fixo perto do fim da janela e tem dois estágios na abertura. O primeiro estágio abre a porta como se fosse convencional e o segundo a porta é elevada em sentido de rotação na direção do para brisa do veículo. São muito utilizadas pelos construtores de carros de corrida e é claro pela Lamborghini por isso da denominação Porta Lambo.

Porta Borboleta: assim como a Porta Canivete, as portas giram verticalmente em uma dobradiça fixo perto do fim da janela com o diferencial de que as mesmas se deslocam um pouco para fora do carro propiciando mais espaço para acessar o veículo. São muito utilizadas pelos construtores de carros de alta performance como, por exemplo, a McLaren F1, a Enzo Ferrari e a Mercedes-Benz SLR McLaren.
Porta Deslizante: é o tipo de porta que se abre por deslizamento (geralmente no sentido horizontal), sendo que a porta está montada, ou seja, suspensa a partir de um trilho. Estas não são comuns em veículos de pequeno porte, mas são mais utilizados em Minivans, ônibus e microônibus permitindo a entrada ou saída de passageiros, sem obstruir a calçada. Esse tipo de porta é freqüentemente usado também em veículos comerciais urbanos, pois a grande abertura desta permite um melhor acesso ao interior do veículo quando na operação de carregar e descarregar.

Porta Capota: sem uma definição oficial é também conhecida como porta bolha. A capota é um tipo de porta que se assenta em cima do carro e levanta-se, de alguma forma, para permitir o acesso dos passageiros. Não estão estabelecidas regras para a construção, portanto as dobradiças podem se situar à frente do carro, na lateral na traseira, embora na frente é muito comum. Raramente são usados em automóveis de fabricação em série, mas são utilizados em carros conceitos.

Com isso terminamos a descrição dos tipos de portas mais utilizados em projetos de veículos.Não existe uma regra clara também para quais tipos de porta utilizar no seu projeto, o Engenheiro ou Designer tem toda a liberdade de escolher o melhor tipo que se adequar ao seu projeto ou até mesmo mesclar.

Espero mais uma vez que todos tenham gostado do assunto abordado nesta postagem

Um bom domingo e uma boa semana á todos e não deixem de curtir á vida ao lado daqueles que lhes fazem bem.

Um abraço!

O Especialista

carroceria.2008@gmail.com

Alguma sugestão ou crítica? Mande um E-mail para O Especialista. Está gostando das postagens? Então divulgue o Blog "Carroceiros" de Plantão para os seus amigos!
Estamos também no Facebook e no Twitter.

0 comentários:

Postar um comentário

Divida suas opiniões e duvidas conosco.

 

©2009 CARROCEIROS DE PLANTÃO | Template Blue by TNB